Início / Bem Estar / Melatonina – Para Que Serve e Como Tomar →【Review Detalhado】

Melatonina – Para Que Serve e Como Tomar →【Review Detalhado】

ciclo do sono

Melatonina é o hormônio responsável pela regulagem do ciclo de sono/vigília.

Muitas pessoas que apresentam distúrbios do sono, dormem demais, ou de menos, não imaginam que esse simples hormônio é o responsável pelas nossas horas de descanso.

Como o sono é primordial para a recuperação do nosso organismo, é importante prestar atenção no ciclo do sono e também ficar de olho se pode haver alguma falta dela no organismo.

O Que é Melatonina

Trata-se de um hormônio que nosso corpo produz naturalmente, e sua principal função é induzir ao sono.

Ela está ligada com a regulagem do nosso metabolismo durante o dia todo, inclusive nos períodos em que estamos adormecidos. O hormônio é produzido por animais e plantas, e nos animais a responsabilidade pela produção e liberação é da glândula pineal.  

Falando em termos químicos, trata-se de uma indolamina que sofre a síntese a partir do triptofano que é um aminoácido essencial encontrado dentro das proteínas.

Possui caráter anfifílico, podendo atravessar as membranas celulares com facilidade, através da difusão.

Consequentemente, ela não fica guarda dentro do pinealócito, sendo liberada imediatamente dentro dos vasos capilares do sangue, que irrigam a pineal, depois de formada.

Dessa forma, a liberação da melatonina depende da síntese e sofre catálise através de quatro enzimas diferentes: triptofano hidroxilase (TPH), descarboxilase de L-aminoácidos aromáticos, N-acetiltransferase (NAT) e hidroxi-indol-O-metiltransferase (HIOMT). 

como melhorar o sono

A glândula pineal age na organização temporal dos ritmos biológicos, e faz o papel de mediação entre os ciclos claro/escuro do ambiente e também dos processos que regulam nossa fisiologia. Nisso está incluso a regulagem endócrina da reprodução, os ciclos de atividade/repouso, sono/acordado, e a regulagem do sistema imunológico, além de outras funções.

Além da glândula pineal, ela também é sintetizada em outros órgãos, como o trato gastrointestinal e a pele. Nesses casos ela não é liberada na corrente sanguínea, pois faz o papel local de antioxidante.

Sua meia vida em seres humanos é perto de 44 minutos.

Quando está na corrente sanguínea ela é levada até o fígado que faz a metabolização transformando-a em 6-sulfatoximelatonina que é posteriormente excretado pela urina. Inclusive, uma forma não invasiva de medir a quantidade de melatonina é medindo a quantidade de 6-sulfatoximelatonina na urina.

Benefícios do Consumo 

A função básica dela é a indução do sono.

Existem vários outros benefícios que poderiam estar relacionados com a presença dela no organismo, mas a maioria deles ainda está em estudo. Os melhores suplementos são os importados e iremos lhe indicar no final deste artigo.

Dentre alguns possíveis benefícios relacionados com a sua ação no organismo, podemos citar:

=> Quimioterapia: Estudos e experimentos que foram feitos com ratos demonstraram que a melatonina pode potencializar a efetividade de tratamentos de câncer que utilizam quimioterapia. Porém, ainda não existem estudos feitos em humanos, não podendo-se afirmar que essa reação também ocorreria em pessoas.

=> Enxaquecas: Alguns estudos feitos recentemente, inclusive aqui no Brasil, mostram o uso do hormônio para tratar alguns tipos específicos de enxaqueca. Basicamente, ela tem sido analisada para tratar casos onde as pessoas não conseguem melhora com os tratamentos mais comuns, que seria o uso de analgésicos e outros.

Ainda não existe um protocolo de tratamento para o uso na cura de enxaqueca, mas os estudos continuam sendo feitos e avançando no conhecimento melhor dessa possível aplicação.

=> Síndrome dos Ovários Policísticos: Ela também se relaciona com a atividade de vários hormônios do nosso organismo, principalmente com os que tem relação com a síndrome dos ovários policísticos, que são o estradiol e a insulina.

Essa relação metabólica pode trazer alguns benefícios para o tratamento dessa doença, mas os estudos ainda estão sendo realizados, por isso ainda não existe uma efetividade, nem uma recomendação de tratamento usando melatonina.

=> Câncer: Estudiosos e especialistas especulam se a melatonina poderia ser eficaz na prevenção de alguns tipos de câncer.

Como o período de sono é utilizado para o corpo regular o mecanismo de controle das células que são criadas, para ver se estão funcionando corretamente, a melatonina poderia ter um papel nesse controle.

Testes em seres humanos estão sendo realizados e pode demorar ainda alguns anos para termos respostas definitivas e positivas.

melatonina para sono

=> Calvície e Queda de Cabelos: Alguns estudos atuais mostram que usar melatonina de forma tópica (passando no local), pode ajudar no combate a alopécia androgenética quando está no começo.

Esse possível efeito de cura está relacionado com a multiplicação das células germinativas do bulbo capilar, o que acaba estimulando o crescimento de novos fios. Outro motivo para essa melhora, seria que a melatonina tem papel antioxidante, o que inibe a ação do hormônio DHT, que é o responsável pela queda de cabelos prematura.

Estudo realizado na Italia em 2012 demonstrou esse efeito, promovendo resultados em homens de 18 a 40 anos, que possuíam a doença, muito significativos.

Após 6 meses utilizando uma solução capilar com ela, houve um aumento de até 42,7% na contagem capilar, e de até 40,9% na densidade capilar.

=> Cólicas Infantis: Estudos realizados mostram que a serotonina e a melatonina possuem ação importante no nosso intestino. A serotonina causa contração das paredes intestinais e a melatonina estaria ligada ao relaxamento do intestino.

No caso dos bebês, a glândula pineal ainda não tem suas funções completas, não produzindo mais (por isso eles não tem um horário de sono regular). Aqui, alguns especialistas acreditam que ministrar uma gota já diminuiria as cólicas de bebês, devido à ação direta na contração e relaxamento do intestino.

Porém, ainda não existem estudos comprobatórios, nem tampouco um padrão de tratamento, usando-a nesses casos.

=> Emagrecimento: Alguns endocrinologistas afirmam que o sono tem importante papel para a perda de peso, mas, ainda não existe uma certeza de que consumir ajude mesmo a emagrecer.

Essa possível relação se deve ao fato de que quando dormimos bem, nosso organismo regula os hormônios que são responsáveis pela saciedade (leptina e grelina). Pessoas que dormem pouco, ou mal, fazem com que esses hormônios atuem de forma minimizada, o que leva ao consumo maior de comida para sentir saciedade.

Trocando em miúdos podemos dizer que pessoas que dormem melhor, conseguem controlar o peso mais eficientemente, e ela pode ter uma relação com isso.

Da mesma forma, ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios são fundamentais para o emagrecimento, e funcionam tanto, ou até mais, que uma boa noite de sono apenas. 

Para Que Serve

Ela está ligada ao ciclo circadiano, que é a maneira como nosso corpo organiza as funções durante a vigília e durante o sono. Começa a ser produzida na glândula pineal a partir do anoitecer, ajudando nosso corpo se preparar para o repouso.

Seu nível máximo de produção, se dá quando estamos dormindo, e conforme o sol nasce e o dia clareia, essa produção é diminuída, avisando o corpo que está na hora de acordar. A maior parte dos órgãos possuem receptores no intuito de regular as funções do sono completamente.

melatonina

No entanto, é bem provável que ela atue de maneiras diferentes no organismo, e os médicos ainda não tenham descoberto tudo sobre sua atuação efetiva. Acredita-se que ela também possa atua na regeneração celular e ainda participar no combate de inflamações do nosso corpo.

Com o aumento dos estímulos luminosos durante a noite (computadores, televisão, celulares), alguns indivíduos podem ter uma produção irregular (principalmente quem tem hábito de dormir muito tarde). Os principais fatores que podem influenciar sua produção são a exposição a fontes de luz, a idade, alguns tipos de medicamentos e a cegueira.

Efeitos Colaterais

Como qualquer outro tipo de hormônio, vitamina, ou nutriente, o consumo em excesso causará efeitos adversos no organismo. O principal deles pode ser o excesso de vontade de dormir, o que pode levar a uma letargia mesmo nas horas mais claras do dia.

Pessoas que possuem produção desequilibrada podem ter problemas de insônia, e aí em alguns casos especiais é que pode ser indicada a suplementação. A falta ou diminuição das horas de sono pode induzir ao aumento do estresse e uma queda significativa do sistema imunológico, pois é durante o sono que nosso organismo se recupera e fortalece.

Dessa maneira, apenas pessoas com problemas realmente sérios para dormir, é que devem utilizar a suplementação, para não ter reações que possam piorar o quadro.

Como Tomar

para que serve melatonina

A dose indicada é de 3 a 10mg diários para que o efeito seja bem próximo do que a produção natural feita pelo organismo.

Quem irá determinar a quantidade exata diária é seu médico de confiança. Portanto, faça uma consulta antes de iniciar o consumo desse suplemento.

Geralmente, o consumo de até 10mg diárias é adequado para a maioria dos casos e não grandes problemas quanto a isso.

Os principais casos onde a suplementação é indicada são:

  • Idosos que baixam a produção do hormônio de forma natural;
  • Pessoas que precisam dormir durante o dia porque trabalham em turnos noturnos;  
  • Pessoas que só conseguem dormir e acordar mais tarde;
  • Viajantes querem prevenir o jet lag ou que precisam se recuperar desse problema com fusos horários;
  • Pessoas com alguns graus de cegueira, que devido à má percepção da luminosidade, possuem dificuldades para produzir o hormônio.

Como a quantidade nos suplementos é muito maior do que a que o organismo produz, é importante seguir a orientação médica em relação a dosagem e tempo de utilização.

É extremamente importante que um médico seja consultado no caso de crianças e elas devem ser suplementadas apenas se houver um diagnóstico de que estão produzindo pouca melatonina. Isso é importante, pois é durante o sono que o organismo libera o hormônio do crescimento, e ter o sono comprometido pode levar a problemas mais sérios de desenvolvimento.

Não existem estudos que comprovem eficácia na suplementação por crianças. Pessoas que possuem histórico de infarto e angina não devem ingerir do tipo sintética.

Onde Comprar

As características, dosagem e quantidade de cápsulas variam de acordo com o fabricante, e sempre será necessário mostrar uma receita médica para comprar o produto (ela ficará retida).

Os valores também variam de acordo com a origem de fabricação, então é importante fazer uma pesquisa de custo X benefício antes de adquirir.

natrolbotao ir para site oficial

Compartilhe!

Avaliação
Data do Review
Item Avaliado
Melatonina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*