Início / Saúde / Remedio Para Dor – Causas e Tratamentos Para Dor Crônica →【AQUI】

Remedio Para Dor – Causas e Tratamentos Para Dor Crônica →【AQUI】

remedio para dor

As dores crônicas afetam milhões de pessoas ao redor do mundo, finalizando um total de pacientes maior do que os portadores de diabetes.

Elas normalmente começam sem uma razão aparente e não é necessário ter havido algum tipo de lesão para a dor ocorrer. Quando ela se estende por mais de 3 meses são consideradas crônicas.

É o tipo de enfermidade que dá nó na cabeça dos médicos, pois como não existe uma causa aparente para a dor, o tratamento passa a ser na base do erro e acerto.

Segundo estudos feitos em universidades americanas, o conteúdo programático de medicina não inclui horas suficientes de estudo sobre as dores em geral, o que faz com que os médicos não tenham muito conhecimento no caso das dores crônicas.

Na maioria dos casos são receitados analgésicos que podem causar dependência e em médio e longo prazo piorarem o quadro, fazendo com que a sensibilidade à dor fique ainda maior.

O Que é Dor Crônica?

remedio p dor

A dor crônica é considerada quando persiste por mais de 3 meses, porém alguns médicos só consideram essa enfermidade a partir dos 6 meses consecutivos de dores intensas. Um dos aspectos mais interessantes da dor crônica é que quando é causada por algum tipo de lesão ou doença, ela pode permanecer mesmo depois do problema e tornar-se uma patologia em si (a dor é a doença).

Um exemplo é a dor em membros fantasma, que os pacientes que sofrem amputação sentem no local que não existe mais. Pacientes que passaram por tortura física e que possuem cicatrizes de queimaduras também podem apresentar dor crônica mesmo após a cura dos ferimentos.

Essa disposição de dor crônica sem motivo aparente é que faz com que os tratamentos alternativos que envolvem melhora emocional, sejam cada vez mais procurados para a cura das dores.

Isso ocorre, pois já é comprovado cientificamente que nosso estado emocional pode levar a ocorrência de dores significativas que não precisam ter um motivo físico para ocorrerem.

Principais Causas Conhecidas das Dores Crônicas

Como elas não possuem um motivo aparente para se desenvolverem, as causas mais comuns acabam sendo fruto de estudos e percepções de pacientes com o quadro clínico de dor crônica.

Veja alguns motivos que podem causar esse desconforto em longo prazo:

1 – Traumas Emocionais

Algumas pessoas ainda são céticas no que diz respeito a relação do nosso estado emocional e psicológico com as dores físicas.

Porém já existem comprovações científicas que as duas coisas estão relacionadas, e que quando sofremos um trauma emocional nosso organismo estimula as moléculas do sistema nervoso central liberando substâncias inflamatórias quando estressadas.

É por isso que indivíduos que passam por problemas de depressão e/ou ansiedade, também desenvolvem dores que podem perdurar por muito tempo até fazer um tratamento adequado para os problemas.

2 – Consumo de Analgésicos

Apesar de serem os primeiros remédios prescritos para pacientes com dores crônicas, o excesso de consumo desses produtos pode levar o organismo à hipersensibilidade.

Ou seja, o corpo passa a sentir a dor mais intensamente e mesmo quando ela não está em um nível muito alto, o organismo sente como se estivesse. Isso leva ao aumento do consumo de medicamentos o que gera um ciclo vicioso da dor.

3 – Ausência de Horas Adequadas de Sono

Durante as horas que estamos dormindo é que nosso organismo realiza a faxina necessária para reparar tecidos afetados e fazer a regeneração (por isso que se recomenda repouso para pacientes após procedimentos cirúrgicos).

Dormir mal ou não dormir o suficiente pode causar dores crônicas e aumentar o nível de estresse emocional.

remedio para dor no corpo

4 – Problemas Intestinais

Alguns tratamentos para dores crônicas incluem a mudança nos hábitos alimentares, para tentar diminuir o trabalho do intestino.

Quando a pessoa sofre de síndrome do intestino permeável, ocorre que alguns restos de alimentos não digeridos possam ir parar na corrente sanguínea gerando inflamações e inchaços, que causam dores crônicas.

5 – Falta de Magnésio

A falta de magnésio no organismo faz com que os receptores do cérebro que identificam o glutamato fiquem deficientes, tornando o organismo hipersensível à dor.

O glutamato é um neurotransmissor que causa essa hipersensibilidade. As causas principais da queda de magnésio no organismo são o estresse e também a ingestão de remédios controlados. Uma boa forma de manter os níveis de magnésio em dia é através do consumo de água alcalina de qualidade, pois ela contém magnésio em boa quantidade.

Tipos de Dores Crônicas

Apesar de existirem inúmeras doenças catalogadas como dores crônicas, são 3 os tipos de dores mais comuns. Veja abaixo:

1 – Somática ou Nociceptiva

São as dores ocasionadas por lesões ou inflamações nos tecidos da pele, causando um alarme no sistema nervoso. Até que a causa não seja tratada, a dor permanece. Os principais exemplos são as queimaduras, pancadas, fraturas, tendinites, entorses, cortes e outros tipos de acidentes.

2 – Neuropática

Dores que ocorrem devido a disfunção do sistema nervoso, na medula, nos nervos periféricos e no cérebro. Os sintomas mais comuns são: queimação, formigamento e agulhadas. Os principais exemplos são síndrome do túnel do carpo, neuralgia do nervo trigêmeo, neuralgia após AVC, neuropatias de causas genéticas e estreitamento do canal medular.

3 – Inespecífica ou Mista

Esse tipo de dor pode ser uma mistura dos dois tipos acima, mas também pode não ter causas definidas e conhecidas, o que intriga os médicos na hora de indicar um tratamento. Os principais exemplos são dores de cabeça, hérnia de disco, osteoartrose e dores em geral que atingem joelhos, coluna e quadris.

remedio para dor cronica

Patologias das Dores Crônicas

Nas patologias mais conhecidas que são consideradas dores crônicas podemos citar:

Osteoporose

A deficiência de cálcio no organismo provoca desgaste excessivo nos ossos tornando-os leves e ocos, facilitando as fraturas mesmo nas menores batidas. Geralmente ocorre em pessoas com mais idade e a melhor forma de evitar é mantendo os níveis de cálcio dentro das necessidades do organismo.

Reumatismo

É o termo leigo usado para designar qualquer tipo de dor que atinja o sistema muscular e também osteoarticular sem ter origem em eventos traumáticos. Esse termo acaba sendo genérico e não é usado pelos médicos, apenas pela população leiga que acaba denominando de reumatismo todo o tipo de dor que limita os movimentos.

Artrites e Artroses

Dores causadas pela degeneração da cartilagem que amortece dois grupos distintos de músculos. Ocorre geralmente nas articulações como joelhos, cotovelos e tornozelos e causam dores que variam de leves a fortes dependendo do nível de degeneração.

Tendinite

Inflamação dos tendões do braço que pode ser leve ou aguda (quando a dor chega até a omoplata). Normalmente é possível atenuar os sintomas fazendo repouso, mas uma vez lesionado ou inflamado é difícil recuperar completamente o tendão atingido, tornando uma doença crônica na maioria dos casos.

Fibromialgia

O maior exemplo de dores crônicas sem causa aparente. Atinge principalmente mulheres e os sintomas são extrema sensibilidade à dor principalmente nas costas, pernas e braços, o que causa imobilidade temporária durante as crises. Os tratamentos mais comuns envolvem prescrição de analgésicos e anti-inflamatórios.

Como Tratar as Dores Crônicas?

remedio forte para dor

Como deu para notar, as dores crônicas atingem principalmente as articulações, causando diminuição de mobilidade e perda na qualidade de vida.

Apesar de não existirem causas aparentes para essas dores, estudos apontam que a principal causa está relacionada à falta de minerais essenciais ao nosso organismo. 

É por isso que alguns médicos indicam dietas específicas incluindo alimentos que possuem determinados tipos de minerais, mas como nem sempre o paciente segue a dieta certinho, o problema permanece.

Compartilhe!

Avaliação
Data do Review
Item Avaliado
Dores Crônicas
Nota
51star1star1star1star1star

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *